Anúncio para recrutamento – Auxiliar de ação educativa

Anúncio para recrutamento – Auxiliar de ação educativa

A Casa de Acolhimento da Associação de Proteção à Infância Bispo D. António Barroso , pretende recrutar um auxiliar de ação educativa para  integrar a sua  Equipa Educativa.

Funções:

  1. Prestar apoio de carácter terapêutico, pedagógico, cultural, social e recreativo com vista à melhoria das condições de vida dos utentes.
  2. Colaborar na construção do Plano de Intervenção e na identificação de necessidades de preenchimento de tempos livres.
  3. Promover, desenvolver e/ou apoiar atividades de índole terapêutica, cultural, educativa e recreativa na ocupação de tempos livres dos jovens. .
  4. Assegurar, de acordo com as orientações definidas, a articulação com as famílias e as outras instituições e serviços da comunidade, dinamizando e/ou participando em reuniões, programas de promoção ou outras ações desenvolvidas a nível comunitário.

REQUISITOS:

  • Habilitações mínimas 12.º ano
  • Experiência na área (fator preferencial )
  • Aptidão para trabalhar com crianças e jovens em perigo
  • Disponibilidade e flexibilidade de horários
  • Capacidade de liderança de grupos, autonomia e organização
  • Espírito de equipa – Resiliência
  • Capacidade de resolução de conflitos
  • Carta e capacidade de condução

Contatos :

Enviar CV para o seguinte email : dt@apibab.pt

Convocatória – Assembleia Geral (22 março 2019)

Palmira dos Santos Macedo, Presidente da Assembleia Geral da Associação de Proteção à Infância Bispo D. António Barroso, venho, nos termos da alínea b) nº 2 do artigo 28º  e nº1 do artigo 29º dos Estatutos, CONVOCAR a Assembleia Geral Ordinária, a realizar-se no próximo dia 22 de Março, pelas 21 horas, na sede da Associação sita ao Largo 1º Dezembro, Porto.

Ordem de Trabalhos:

  1. Leitura da ata da Assembleia de 27.11.2017;
  2. Apreciação, discussão e votação do relatório e contas de gerência do ano anterior, assim como o parecer do conselho fiscal;
  3. Informações gerais e período destinado aos associados.

Se à hora marcada não estiver presente o número legal de sócios, a Assembleia reunirá trinta minutos depois com o número de sócios presentes.

 

Porto, 6 de março de 2019

A Presidente da Assembleia
Palmira Macedo (Dr.ª)

convocatoria-assembleia_22-3-2018
Celebramos outro acordo atípico do apartamento de autonomia

Celebramos outro acordo atípico do apartamento de autonomia

A APIBAB celebrou com a Segurança Social, dia 4 de fevereiro, um Acordo atípico do apartamento de autonomia, destinado a jovens do distrito do Porto, no âmbito das medidas de promoção e proteção, especificamente a Medida para a autonomia de vida.

Pretendemos com esta resposta pretende trabalhar competências de vida que permita, às jovens, o desenvolvimento e aquisição de aprendizagens, o mais próximo da realidade, facilitando a sua inserção social.

Estas medidas, de apoio para a autonomia de vida, visam proporcionar a autonomização das jovens nos contextos escolar, profissional, social, bem como o fortalecimento de relações com os outros e consigo próprio.
Também constituem objectivos específicos, proporcionar às jovens, considerando o seu perfil e contexto de vida, condições que lhes permitam viver por si só e adquirir progressivamente autonomia de vida através de um projecto integrado de educação e formação, tecnicamente orientado para a aquisição ou desenvolvimento das necessárias competências, capacidades e sentido de responsabilidade. Pretende assim, criar condições especiais de acesso das jovens aos recursos de que necessitam para a sua autonomização, nomeadamente, formação pessoal, profissional e inserção na vida activa.

A APIBAB continuará a apoiar e promover os respetivos projetos de vida.

Esta é a nossa missão.

Edição de 2019 do Prémio Voluntariado Jovem Montepio

Edição de 2019 do Prémio Voluntariado Jovem Montepio

A 8.ª edição do Prémio Voluntariado Jovem Montepio decorreu nos dias 18 e 19 de janeiro e a Associação de Proteção à Infância Bispo D. António Barroso esteve na organização que contou com as parcerias da Fundação Aga Khan, ADM Estrela, Delegação de Lisboa e Centro Social do Soutelo.

Entre os parceiros desta iniciativa estão também a Câmara Municipal de Gondomar, a União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova, a Escola Profissional de Gondomar, a Associação Social Estrelas de Silveirinhos, o Museu do Mineiro e o Projeto Trilhos D´Ouro E6G.

Este ano o Prémio Volutariado Jovem Montepio, desenvolveu-se numa 1ª fase, a 17 e 18 de dezembro 2018 com uma Formação em Diagnóstico Participativo e Projetos de Intervenção Comunitária e conclui com a 2ª fase, a 18 e 19 de janeiro de 2019 com a elaboração do Projeto de Intervenção no Conjunto Habitacional do Mineiro, em São Pedro da Cova, Gondomar.

Esta área habitacional conta com 400 habitações e cerca de dois mil habitantes, sendo a maioria familiar de trabalhadores das minas de São Pedro da Cova. Este é o maior bairro do Concelho de Gondomar.

A Elaboração do Projeto iniciou-se com em Diagnóstico no terreno, para identificar necessidades e oportunidades. De seguida as equipas criaram uma Ideia de Projeto: O quê? Para quem? Porquê?

Depois com dinâmicas de equipa e confronto de ideias os jovens procederam a elaboração de um projeto orientado para a resolução dos problemas identificados e que criasse uma dinâmica comunitária de apoio. Este projetos são depois apresentados a todos os participantes e avalizados pelo júri e parceiros.

Os projetos apresentados

A equipa Safira, com participantes do Instituto Madre Matilde, da Póvoa de Varzim, mostrou o projeto “De volta ao jogo”, que se foca na reabilitação do campo de futebol do bairro. A sua intenção é levar a cabo os trabalhos nos dias 10 e 11 de maio. Com um patrocínio de empresas de tintas, as participantes pretendem transformar o espaço num local de convívio “para todas as faixas etárias”, segundo referiram durante a apresentação. Outro dos objetivos passa por alargar o espaço a outros desportos, como o basquetebol e o andebol.

Por sua vez, o grupo Rubi desenhou o projeto “Animar, Respeitar e Minerar”, com os contributos de jovens da AFID – Associação Nacional de Famílias para a Integração da Pessoa Deficiente, de Lisboa. O objetivo, afirmaram, é “minerar” as potencialidades dos habitantes da urbanização, uma iniciativa que propõe realizar festas no coreto do bairro, workshops e churrascos.

A Casa dos Rapazes de Viana do Castelo, da equipa Topázio, apresentou o “Pedalar para os afetos”, com a ideia de criar uma bolsa de voluntariado para entregar as compras dos idosos em casa, de bicicleta. Com esta ideia, o grupo pretende contribuir para o bem-estar de quem tem dificuldade em movimentar-se, sendo que, para já, o serviço estaria disponível entre as 18 e as 20 horas, três vezes por semana, mas poderia ser alargado.

Por fim, a equipa Esmeralda, da instituição Rumo – Cooperativa de Solidariedade Social, do Barreiro, sugeriu a criação de um espaço intergeracional no bairro para “combater a solidão”. Com início previsto para fevereiro deste ano e apresentação pública no coreto do bairro, a ideia é incentivar ao convívio e depois avaliar os efeitos nos moradores do bairro.

Os vencedores

O júri, que integrou também elementos da comunidade, de várias instituições e da Câmara de Gondomar, teve uma escolha difícil, este e comunidade, que este ano também votou.

O projeto escolhido como vencedor desta edição do prémio foi da equipa Safira. As restantes três ideias serão também apoiadas, quer pelos parceiros desta iniciativa, quer em planos a executar no terreno.

A próxima edição do prémio, está garantida e para o ano, Joaquim Caetano, da Fundação montepio, pensa em inovar. Afirmou “Não queremos modelos fixos, portanto vamos adaptando com o que vamos aprendendo.

Para a Associação de Proteção à Infância Bispo D. António Barroso foi um privilégio poder participar e estar na organização desta iniciativa tão válida e enriquecedora para os participantes. Até para o ano …